Agropecuária

As redes 5G, com as suas características de baixa latência, velocidades de transmissão de dados muito mais altas, robustez, maior sustentabilidade e baixo consumo de energia, terão um papel determinante na transformação do sector da agropecuária, nomeadamente, através das seguintes aplicações:

  • Utilização de sensores de dados para avaliar os rendimentos das colheitas, níveis de humidade e topografia dos terrenos;
  • Irrigação inteligente, recorrendo à Internet das Coisas (Internet of Things – IoT) para aferir a humidade do solo e temperatura para avaliar as necessidades de rega, diminuindo o consumo de água;
  • Recurso a veículos aéreos não tripulados (unmanned aerial vehicles – UAV, vulgo “drones”) para identificação de necessidades de manutenção preventiva relacionadas com equipamentos de elevado valor empregues na produção agropecuária e para monitorizar a saúde das colheitas e fotografar os campos, permitindo a redução do consumo de pesticidas e o aumento da eficiência do uso de nitrogénio;
  • Monitorização em tempo real da produção, saúde e bem-estar do gado, diminuindo as perdas de animais, aumentando a transparência e a rastreabilidade no mercado pecuário e diminuindo os custos de fiscalização.